Marrakesh

MARRAKESH (hot) Meu carro alugado ainda estava lá e o senhor que queria dinheiro na noite anterior apareceu do além. Como eu ainda não tinha dinheiro, mandei ele a merda novamente (agora um pouco mais calmo) e dessa vez ele ficou puto. Fazer o que?

Achei um ATM pra pegar dinheiro e me mandei pra Marrakesh. A estrada é toda pedagiada e relativamente bem conservada. O pessoal dirige que nem maluco. Todo mundo buzina pra qualquer coisa e ninguém dá sinal pra nada. O trânsito é infestado por umas malditas motoquinhas, igual aquelas garelis, que carregam até três pessoas. Capacete é acessório.

A viagem transcorreu tranquilamente e duas horas depois já estava no meu hotel. Sem tempo a perder fui bater pernas.

A cidade fundada em 1070 é dominada pela praça central (Djemaa el-Fna) onde tudo acontece. Tem música, gente dançando, gente vendendo, gente comprando, ou seja, uma zona. As fotos não representam muito a bagunça que é isso aqui. Eu fiz um pequeno video e depois quero ver se subo no vocetubo.

A outra atração da cidade, um paraíso pra quem gosta de mercados, são os Souks. O troço é um labirinto de vielas com um monte de turistas, uma grande variedade de produtos (tem de tudo que você possa imaginar) e um monte de cheiros.

E não encare os vendedores nos olhos, a menos que você queira comprar algo. Olhou nos olhos o cidadão vai te pegando pelo braço e te puxando pra negociar.  Cuidado também com os chamados falsos guias. O cara pergunta se você quer ajuda e depois vai querer te cobrar pelo serviço.

No meio dos Souks você também pode encontrar alguns restaurantinhos bem simpáticos com boa comida e um preço razoável. Mas como não são restaurantes para turistas, eles não vendem cerveja, pois o mulçumano além de não beber não pode vender. Mas o Cous Couz Royal que eu comi valeu a pena.

Ao lado da praça está a mesquita de Koutoubia construída em 1570. Igualzinho nos países católicos, um templo religioso na principal praça da cidade.

E pra relaxar um pouco da loucura que é essa Marrakesh, nada como dar uma relaxada nos Jardins atras da mesquita. Um dos poucos lugares tranquilos que eu encontrei no meio do caos.

Advertisements

One thought on “Marrakesh

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s