Mesquitas

ISTANBUL (cold beer) Agora é época do Ramadã ou Ramadan para os muçulmanos, ou seja, eles só podem comer antes do nascer do sol e depois do por do sol durante um mês. E devem rezar várias vezes ao dia durante esse período. Mas o pessoal não fica em casa um mês. Eles tocam a vida normalmente, mas quando dá 19h os caras fecham tudo e os restaurantes ficam entupidos de gente faminta. É uma correria danada. Tá certo que muita coisa fica aberta, pois apesar de ser um país muçulmano aqui a religião não parece ser tão importante. Na rua a gente vê de tudo. Mulheres só com os olhos de fora e mulheres com muita coisa de fora.

Essa pequena introdução só pra dizer que formos visitar algumas mesquitas e algumas delas estava a maior confusão em função do Ramadã. Em todas você tem que tirar os sapatos pra entrar e em algumas não pode entrar de bermuda. Mulheres devem se cobrir dos pés a cabeça.

Istanbul, segundo o Data Alessandro, tem 2691 mesquitas. É mesquita pra cacete. Mas tem algumas que se impõe no skyline da cidade. A Süleymaniye, considerada a mais importante mesquita da cidade é um exemplo isso.

Outra bastante imponente é a Mesquita do Sultão, também conhecida como Blue Mesquita por causa dos ladrilhos azulados usados na sua construção. De acordo com o guia essa mesquita é uma das construções religiosas do mundo. Não me pergunte como eles fazem essa classificação, pois deixei de me interessar por assuntos religiosos a muito tempo. A arquitetura dos prédios, entretanto, ainda me chama a atenção.

Mas as mais impressionante de todas, que hoje funciona como um museu, é a Aya Sophia ou Haghia Sophia. É considerada um dos principais feitos da arquitetura de todos os tempos mesmo tendo sido construída 1400 anos atrás. Eu não conheço lhufas de arquitetura mas acho que a construção tem lá seus méritos. O interior é realmente grandioso apesar de ser um pouco ofuscado pelo monte de gente trabalhando em obras de restauração.

Advertisements