Três Lições

CURITIBA (warming up) Tem horas que a gente precisa levar um susto pra se tocar.

http://video.ted.com/assets/player/swf/EmbedPlayer.swf

Advertisements

Família Reunida

NATAL (inverno de 26C) Tá aí uma cena rara, minha família reunida. Estou aproveitando uma conferência em Natal pra passar um tempo com minhas irmãs e a criançada! As duas trocaram o frio de Curitiba pelo calor de Natal. A Fabi já está por aqui já faz um tempão (uns 10 anos), já a Ana acabou de chegar. E eu estou indo embora na sexta 😦

 

Quem está curtindo bastante as férias perto das primas e longe do frio é a Isabela.

 

 

 

 

 

Os Quatis

CURITIBA (friozinho bão) Esses dias recebi um email de um amigo com o video abaixo e com a seguinte mensagem: “O cara canta pra cacete, mas essa menininha…”

Pera aí bicho, essa menininha é minha filha!! Esse video foi filmado em 2006 na casa do meu amigo André, onde depois de diversas garafas de vinho o Luiz (o outro, não eu) pegou o violão e cantou essa versão, digamos zoológica, da música do Queen.

Isabela, que na época tinha uns 3 anos, “ajudou” o Luiz a tocar o violão. Poucos sabem disso. O video já tem mais de 320000 acessos e diversos comentários de gente querendo trucidar minha filha!

A Maldição do Alvará

CURITIBA (família, família, papai, mamãe, titia) Quem é casado e tem filhos sabe do que estou falando.  As vezes pinta aquela aventura (pedal, corrida, trekking, etc) meio em cima da hora e você por impulso acaba dizendo para os colegas que vai. Aí chega em casa e tem que negociar o Maldito Álvara.

Esses tempos rolou um stress básico com a patroa pois ela achou que eu estava saindo demais, ou seja, quase todo fim de semana tinha um pedal, uma corrida, etc.. Então depois de muita negociação estabelecemos que seria sábado sim, sábado não.

E a coisa começou a caminhar bem, até que um sábado choveu e eu não usei meu “crédito”. Teria direito a dois sábados seguidos, certo? Certo o cacete! Ela disse que não era acumulativo. Devia estar escrito com aquelas letrinhas que a gente nunca lê!

Voltamos para uma nova rodada de negociações e ontem quando cheguei em casa  encontro um calendário para marcar as datas que estou fora. Quem fez o calendário foi a pau-mandado da minha filha. Que decepção!! A gente trata direitinho, dá tudo e leva uma punhalada dessas…

Em amarelo as datas que eu fiz ou pretendo fazer alguma coisa. Mas a sacanagem maior é que querem contabilizar nos meus fins de semana as  minhas viagens a trabalho, como por exemplo os dias marcados INDEVIDAMENTE no mês de junho. Vou formalizar um protesto!

O Namoro

CURITIBA (até parece verão) Semanas atrás comecei a namorar. Sempre que dá, dou uma passadinha pra ver a moça perto da hora do almoço. Esses dias, porém,  fui surpreendido pela minha esposa com uma foto da dita cuja. Pra que. Armou o maior barraco e ficamos discutindo por um bom tempo.

Minha filha, para minha sorte, ficou do meu lado. A baixinha viu rapidinho que pode ser beneficiada com a situação e tratou logo de me apoiar.

Bem, depois de alguns dias discutindo estou conseguindo vencer um pouco a resistência.  Chegamos naquela fase na qual um certo diálogo já é possível. Tá certo que estou tendo que fazer uma certa chantagem para justificar a bigamia. Agora me diga se não é uma graça?

xt660Rgrande_preta