Acima de Zero!

POSITANO (muitas curvas) Hoje chegamos no ponto mais ao sul da nossa viagem com um salto de uns 13 graus na temperatura. Saimos cedo de Arrezo com -1 grau e por volta de meio-dia estavamos na costa Amalfitana com magníficos 12 graus. Devido a geografia do lugar, isso aqui é chamado pelos Italianos de “Mônaco Italiana”. Particularmente, acho que aqui tem muito mais curvas…

family

Hoje conhecemos somente Positano, cenário do filme  “Sob o Sol da Toscana”. O lugar é muito bonito e as ruas perfeitas para os Fiat 500 e mão para o Passat SW que alugamos. Depois vou tirar uma foto do novo 500 da Fiat para colocar aqui e deixar vocês julgarem. Particularmente, acho esse modelo antigo mais simpático. Fotografei uma meia-dúzia deles hoje.

500

Almoçamos em um lugar muito simpático no qual fomos atendidos pelos proprietários. Depois fomos descer e subir as ladeiras estreitas e passear na praia. No fim da tarde uma garrafa de vinho a sacada do hotel com vista para o Mediterâneo me esperava para fechar o dia!

hotel

Arrivedecci!!

Tosco Tomando Vinho

POSITANO (degustando) Bem, esses são os vinhos que tomei até agora. Como disse anteriormente, estou procurando tomar os vinhos da região que estou visitando, mas não sigo a regra a risca. O primeiro vinho foi indicação do Italiano da lojinha que disse que o Pinot Noir (Pinot Nero aqui) estava muito bom. Estava na Toscana, mas como o cabra disse que erra bom, comprei. Estava bom, mas já tomei melhores (GGG).

v0

Esse tal de Fassati escolhi no susto. Fiquei meia hora para escolher um vinho depois de ter olhado o guia e na hora que fui pagar, quem disse que passava no caixa. O código não existia no sistema. Voltei lá e selecionei um em 5 segundos com base no preço (EUR 10). Estava muito bom e melhor que o Pinot Nero indicado pelo Italiano (GGG1/2).

v1

Em Veneza acho que não fazem vinho, então procurei um vinho da região do Veneto. Quando fui procurar alguma coisa para comprar estava quase tudo fechado. Encontrei um mercadinho que tinha alguns poucos vinhos da região. O critério de decisão foi o preço e nesse caso foi o mais caro, pois tinha vinho de EUR 1, e vinho de um Euro não deve ser bom. Esse Nino Negri custou EUR 10 e recebe louvaveis GGG. No rótulo dizia que ele era composto de 90% de uva Nebiollo e 10% de uvas locais, seja lá o que for isso…

v3

Em Trento comprei um vinho produzido na região de Trentino, feito com uma uva chamada Marzemino, a qual eu nunca tinha ouvido falar. Muito interessante o vinho (GGG1/2).

v4

Rumando ao sul paramos em Arrezo para dormir, mas antes passamos no mercado que estava quase fechando. Marisa ficou encarregada de escolher um vinho e pegou um Chianti chamado MonteMajone feito basicamente com a uva Sangiovese, uva tradicional da Toscana. Escolha acertada (GGG1/2)

v5

Finalmente um branco da costa Amalfitana, região que estamos visitando hoje e amanhã. Não sou muito fã dos brancos e esse não me fez mudar de idéia (GG1/2). Mas como é da região, valeu a pena…

v6

Rumo ao Sul

AREZZO (fim da primeira semana) Hoje saímos cedo de Trento em direção ao sul, mais especificamente a cidade de Verona, a cidade de Romeu e Julieta. Essa é a casa da Julieta, onde a mesma está enterrada.

verona2

Não tinhamos muita espectativa com relação a Verona, mas a cidade nos impressionou. Vários pontos merecem uma visita, entre eles a Arena, que segundo o guia é a terceira maior do mundo, e o teatro romano construído no ano 1AC. O Teatro fica num ponto bem alto da cidade e oferece uma vista única da cidade

verona

Outra coisa que nos chamou bastante a atenção é a quantidade de Brasileiros que tem por aqui. No restaurante que almoçamos tinham dois. Um deles nos disse que tem uma grande comunidade de Pato Branco por aqui, todos tentando o passaporte Italiano e com objetivos de vida bastante diferentes..

Bem, amanhã rumamos para Positano, no sul da Itália. Segundo o guia, a Mônaco Italiana.

Ciao

Tosco Tomando Vinho

TRENTO (agora vou) Em todos os restaurante que vamos almoçar eu sempre peço o vinho da região. As vezes vem numa garrafa, mas geralmente vem numa jarra. Até agora, não me desapontei com nenhum deles e Isabela tem sido uma companheira e tanto na degustação, já que a mãe dela não bebe nada! Como ela só tem 5 anos, ela só tem direito a um gole de vinho em cada refeição. Mas já está aprendendo a dizer se gosta ou não… Até agora gostou de todos!

luizisabela1

Queijos&Vinhos

TRENTO (regime de engorda) Esse é o nosso lanchinho típico de fim de dia. Passamos em algum mercado ou coisa que o valha e compramos alguns queijos, salames e um vinho da região. Os salames e presuntos são muito bons, já os queijos não são tão variados quanto na França, mas quebram um galhão… Já os vinhos, os vinhos merecem vários posts a parte…

qv

Toscana

TRENTO (quase tudo em ordem) Aqui vai um quick-post sobre a Toscana. Começamos nossa viagem por Florença. O lugar atendeu todas as minhas espectativas, pois todo mundo me falou muito bem desta cidade. Apesar do vento, que estava de cortar a alma, aproveitamos bastante.   Comemos em um restaurante muito bom, mas por descuido meu, acho que tomei a cerveja mais cara da minha vida, EUR 8!! Quem manda não olhar o preço antes!!

firenze1

Ainda na Toscana visitamos duas cidades medievais muito interessantes. A primeira foi San Gimignano e a outra foi Monterrigioni. Ambas valem a pena a visita.

sg

monteriggioni

O lado triste da Toscana ficou pela fustração da Isabela. Quando saímos do Brasil, a Isabela tinha dito que queria subir na torre de Pisa. Chegamos em Pisa e fomos subir na tal da torre. Entrei na fila para comprar os tickets e quando chegou minha vez, fui informado que crianças com menos de 8 anos não podem subir na torre. Depois entendi o porque das crianças chorando e os pais se desesperando para consolar as coitadinhas… Restou a probezinha a foto clássica dela segurando a torre 😦

pisa