Lareira ou Recuperador de Calor

CURITIBA (hot) Quando eu comecei a construir a casa eu fiz uma lista de algumas coisas que deveriam estar presentes. Uma delas era a lareira. Mas depois de alguma pesquisa resolvi que não faria uma lareira tradicional.

Aqui alguns motivos que me levaram a essa decisão:

  • A eficiência não passa de 15%, ou seja, a maior parte do calor gerado pela queima da lenha sobe pelo duto da chaminé ao invés de aquecer o ambiente.
  • Cheiro de fumaça dentro de casa.
  • Alto consumo de lenha. Como você não consegue controlar a quantidade de ar na queima, uma lareira tradicional consome bastante lenha.

E quais são as alternativas? Na minha pesquisa encontrei um monte de coisas, entre elas lareiras elétricas, a gás e a etanol. Mas eu queria fazer fogo. Afinal de contas, a parte divertida de ter uma lareira é botar fogo na lenha e escutar a madeira crepitar, certo? Então eliminei todas essas opções.

Sobraram os chamados recuperadores de calor. Na Europa e no Canadá eles são bastante comuns e existem um monte de fornecedores. Uma boa referência é esse site Português. Já aqui no Brasil a coisa não é tão farta. Aqui em Curitiba encontrei a Central das Lareiras, que vende alguns produtos Franceses da Cheminées Phillippe,  a Kaminofen que vende os recuperadores Alemães da Caminos e também um representante que vende os produtos da Chilena Amesti.

Depois de muita conversa, visitas aos representantes e casas de amigos que instalaram produtos similares, decidi pelo produto Alemão da Caminos. Comprei o modelo Solidus que tem capacidade para aquecer 250m3.

A coisa funciona mais ou menos assim: A lareira tem uma câmara de combustão interna revestida de material refratário e uma camada externa envolvendo os lados e a parte traseira. Entre a camada externa e a câmara interna existe um vão que serve para a convecção do ar. O ar entre pela parte inferior (alguns modelos tem entrada de ar frontal também) e se aquece dentro do canal subindo e saindo aquecido pelas aberturas superiores.  O calor de irradiação é emanado pela camada externa e principalmente pelo vidro cerâmico. Existe também uma entrada de ar para controlar a queima da lenha.

A instalação é bastante simples e se você planejar com antecedência se torna mais simples ainda. Basta um buraco na parede (o duto é de 15cm) para passar o duto para fora da casa e instalar o resto da chaminé na parte externa da casa. No meu caso o duto passa por dentro da chaminé de alvenaria que eu tinha construído já prevendo a instalação da lareira.

Uma dica, se você pensa em colocar um recuperador de calor desses e ainda está construindo, deixe os dutos instalados para não precisar quebrar a chaminé. Ou deixe a sua chaminé com um duto pequeno de no máximo 20x20cm. Segundo o pessoal que instalou na minha casa, é necessário pelo menos de 5 a 6 metros de duto para que o produto funcione bem. Um duto muito grande concentra muito ar frio e isso pode prejudicar a saída da fumaça.

Agora é só esperar o frio Curitibano aparecer…

Advertisements