Crans-Montana

SION (up stairs) Hoje fomos jantar em Crans-Montanana, cidade ao lado, ou melhor, cidade acima de Sierre. Crans-Montana é uma cidade com muitos hoteis pois trata-se de uma base de esportes de inverno. Fica a 1500m de altitude (1000 a mais que Sierre) e de lá existem teleféricos que levam a pistas de ski a 2500m. No verão essas montanhas são usadas para trekking e Montain Bike.

Saindo de Sierre tem um funicular que faz os 1000m bem rapidinhos e de quebra oferece uma visão priveligiada dos vinhedos e dos Alpes. Colher essas uvas nessas encostas não deve ser um trabalho muito fácil…

Jantamos num restaurante de um Português que um colega tinha encontrado ontem. Como ele falou muito bem do lugar, resolvemos ir lá e conferir. O restaurante é literalmente de um homem só. O proprietário que recebe os clientes é o mesmo que cozinha, serve e traz a conta. Mas faz tudo com muita atenção e ainda arruma um tempo pra explicar seus pratos.

A volta pra Sierre é divertida pra não dizer assustadora. Em alguns momentos a gente não vê os trilhos…

… e em outros reza para que a precisão Suiça funcione!

Advertisements

Sion

SION (aka Sitten) A conferência fica em Sierre, mas resolvemos ficar em Sion pois encontramos hoteis mais baratos. E como estamos de carro, o deslocamento até Sierre é tranquilo. Sion é a maior cidade da região e tem coisa muito antiga, como algumas ruínas romanas do seculo I. A cidade é bem simpática com uma boa atmosfera.

Ruas estreitas se misturam com calçadões de pedestres com uma grande variedade de bares e restaurantes. Com o fim do inverno, ninguém quer saber de ficar do lado de dentro dos restaurantes. As mesas nas calçadas são disputadas a tapas.

As duas principais atrações da cidade são dois castelos construídos no final do século 13. Ambos ficam no alto de duas colinas possibilitando uma bela vista da cidade.

O Lago

SION (il fait beau) Hoje saimos bem cedo de Genebra com destino a Sion, cidade perto da conferência. Amanhã o trabalho começa cedo. O trajeto que fizemos (A-C), com cerca de 150km, foi o que está ilustrado no mapa abaixo.

Como eu tinha visto parte do Lago na minha viagem involuntária de trem, achei que seria interessante ir até Sion pelo lado Suiço (norte) do lago.  A escolha foi acertada. As paisagens são muito belas. De um lado o lago de águas límpidas com os Alpes de papel de fundo e do outro colinas recheadas de pareirais, ou futuras garrafas de vinho (depende do ponto de vista).

Fizemos diversas paradas e almoçamos num lugarejo chamado Rolle. Um castelo as margens do lago construído no século 13 dá um charme especial a esta pequena cidade.

Agora, eu gostei mesmo foi da atmosfera das cidades ao redor do lago. A maioria delas tem uma ciclovia com praças e bancos nos quais as pessoas podem apenas ficar observando o tempo passar. Não é a toa que aqui se tem uma das maiores espectativas de vida!

Depois de Lausanne (ponto B), seguimos até Sion pela bela autoroute cercada por Alpes de todos os lados.